O “golpe branco” de Lula

Posted on 9 de janeiro de 2010. Filed under: Notícias Nacionais, Política Nacional | Tags:, , , , |

O Programa Nacional de Direitos Humanos, lançado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva no final dezembro de 2009, comprou sérias brigas com diversos setores da sociedade. O projeto propõe a criação de 27 novas leis sobre temas variados que estão citados em um decreto com 73 páginas assinado por Lula que se baseia nas diretrizes do plano.
O PNDH toca em temáticas delicadas como a revisão da Lei de Anistia, a flexibilização das leis de reintegração de posse em propriedade privadas, a legalização do aborto e a criação de uma comissão para monitorar o conteúdo editorial das empresas de comunicação.
Em um só programa, o governo federal desagradou a CNBB, o agronegócio, os militares e a imprensa. Lula parece está se aproveitando de sua alta popularidade para querer impor medidas autoritárias que não coadunam com os princípios de um Estado Democrático de Direito. É a mais clara demonstração da sua política de autoritarismo popular.
O líder do DEM na câmara, o deputado Ronaldo Caiado, classificou o decreto como uma espécie de “venezuelização do Brasil”, por se tratar de uma proposta que desrespeita preceitos básicos de liberdade de expressão.

Revisão da Lei de Anistia

Um tema bastante polêmico e crítico do PNDH é a revisão da Lei de Anistia. O texto do programa prevê a criação da “comissão da verdade” que teria o intuito de investigar crimes cometidos durante a ditadura e a revogação de leis feitas durante o período de 1964 a 1985 que sejam consideradas contrárias aos direitos humanos. Porém, o programa não prevê a investigação de excessos cometidos por grupos de esquerda que combateram o regime. Lula prometeu rever esta parte do decreto que instaurou no Brasil uma crise militar, depois que o Ministro da Defesa, Nélson Jobim e os comandantes das três Forças Armadas ameaçaram pedir demissão conjunta ao Presidente da República.

Flexibilização das leis de reintegração de posse em propriedade privadas

Esta proposição do decreto causou enorme insatisfação no setor do agronegócio. A presidente da Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária do Brasil, senadora Kátia Abreu (DEM-TO), disse que a proposta é ideológica e preconceituosa contra o agronegócio por prever regras que dificultariam a desocupação de terras invadidas.
O presidente Lula resolveu enfrentar o setor que mais contribuiu para o crescimento do PIB brasileiro nos últimos anos.

Legalização do aborto

As igrejas cristãs no Brasil também manifestaram indignação com o PNDH. O decreto toca em um ponto delicadíssimo: a legalização do aborto.
A CNBB declarou repúdio a essa proposta de lei, que coloca em risco o direito mais básico do ser humano: o direito à vida. Um verdadeiro paradoxo pelo fato desta proposição está contida em um programa de direitos humanos.

A volta da censura

O programa também quer impor insegurança à lei de liberdade de expressão prevista na Constituição Federal de 1988. A criação de uma comissão para monitorar o conteúdo editorial das empresas de comunicação não soou bem na imprensa brasileira que se vê ameaçada com esta proposta do governo federal.
Lula parece que está seguindo o exemplo do seu amigo Hugo Chávez, tentando controlar a imprensa.

CONCLUSÃO

Lula se quer imagina a possibilidade de perder as eleições em 2010. Porém sua candidata não embala e isso deixa Lula inquieto. Essa medida é uma clara represália à liberdade de expressão e à lei da propriedade privada. O presidente parece querer eliminar qualquer adversário que ameace a vitória de sua candidata nas eleições presidenciais.
Pode-se classificar o PNDH também como uma suposta vingança de alguns ministros de Lula aos antigos militares. Paulo Vannuchi, Tarso Genro e, claro, Dilma Rousseff são os “cabeças” do programa. Vale lembrar que os mesmos foram líderes de movimentos de esquerda contra a ditadura e preparam uma vingança aos remanescentes do antigo sistema. Puro interesse.
Com esse decreto o PT põe fim a toda uma história bonita em prol da democratização do Brasil e abre as portas para a implantação de um regime autoritário, obscuramente chamado de “golpe branco”.
Logo, o Brasil, que estava isento da crítica em relação à crise democrática instaurada na América Latina, entra agora de cabeça nesta crise. São os “efeitos Hugo Chávez” se alastrando na América.

Lula comprou briga com o agronegócio, com a CNBB, com os militares e com a imprensa. Mas acima de tudo comprou briga com o povo brasileiro.

Por: Luan Holanda

Anúncios

Make a Comment

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

2 Respostas to “O “golpe branco” de Lula”

RSS Feed for PERSPECTIVA CIDADÃO Comments RSS Feed

Acho que pódemos comparar o PNDH do Lula
com o DIP(departemento de imprensa e propaganda) de Getulio vargas? Só que mais perverso, Pois tb tinha o
pretesto de garantir direitos.

Isso mesmo! O Sr. Luiz Inacio 19 dedos da silva.
ainda disse que não leu o PNDH,antes de assinar, e que confiou na Ministra Dilma.
Isso quer dizer que ali estão as idéias dela
isso mostra a quem ele quer entregar nosso País.
Isso mostra que ele nem sonha em perder as
proximas eleições.


Where's The Comment Form?

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...

%d blogueiros gostam disto: